terça-feira, 22 de abril de 2014

CPI d Energia - AUDIÊNCIA em ALEGRETE

Frederico: Assembleia terá Comissão Especial para analisar problemas na região da faixa de fronteira

A Assembleia Legislativa aprovou durante a Ordem do Dia da sessão desta terça-feira (22), o requerimento do deputado Cassiá Carpes (SDD), para a constituição de uma Comissão Especial para analisar o déficit de infraestrutura, investimentos e logística nas regiões de faixa da fronteira do Estado.

O deputado do Solidariedade, a pedido do deputado Frederico Antunes (PP), reapresentou o texto que havia sido rejeitado na semana passada devido a decisão da Mesa Diretora, de somente uma comissão especial pode ser coordenada por deputado durante a legislatura. Frederico já havia presidido a Comissão dos Precatórios.

Os deputados Cassiá Carpes, autor da proposta, Jorge Pozzobom (PSDB), Luiz Fernando Mainardi (PT) e Paulo Odone (PPS) destacaram a importância da proposta para a fronteira gaúcha e defenderam a aprovação da matéria.

FREDERICO CONDENA REAJUSTES DE ENERGIA E INCOERÊNCIA DE DILMA


Assunto será debatido em reunião da CPI da Energia, em Alegrete


O líder da bancada do PP, deputado Frederico Antunes, criticou nesta terça-feira (22), os reajustes acima da inflação nas contas de energia elétrica dos consumidores gaúchos. Conforme anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) esta semana, a expectativa é que a tarifa média das principais operadoras aumente entre 18% e 30,29% no Estado.

Conforme o deputado, a previsão de aumento acima da inflação desconstitui o discurso feito pela presidente Dilma Rousseff em janeiro de 2013 de que os valores das tarifas de energia reduziriam cerca de 18% nas residências e até 32% no setor industrial. “A nossa defesa de reativação das termelétricas, como no caso de Uruguaiana, era para garantir que não houvesse mais perigo de corte de luz, e não para que o bolso do contribuinte seja mais uma vez achacado pela mão pesada do governo. É este o presente de Páscoa dado pela Aneel?”, questionou o deputado.

O parlamentar adiantou que a elevação das taxas de energia impactará diretamente nos custos de produção de alimentos no RS, como é o caso do arroz. Ele afirmou que o tema será abordado na reunião da CPI da Energia Elétrica da Assembleia Legislativa, proposta pelo parlamentar progressista, que está marcada para o próximo dia 02 de maio, às 09h30min., na Fenegócios, em Alegrete. “Precisamos ouvir a Aneel e as operadoras para saber por que os aumentos precisam ser aplicados agora, gerando pesados custos na colheita de culturas importantes para a economia gaúcha, como a do arroz. Nesta data, consumidores, entidades e representantes das comunidades da Fronteira Oeste que foram atingidos com essas medidas estarão presentes cobrando explicações do governo Federal”, afirmou.

Reajustes

A Aneel confirmou ontem o reajuste médio de 29,54% para os clientes da AES Sul, mas o susto também vai chegar aos consumidores atendidos pelas outras concessionárias – e, pior, se prolongar para 2015.

Projeções da consultoria TR Soluções, especializada em calcular custo da energia, indicam que os clientes residenciais da RGE, que terão uma nova tarifa a partir do dia 19 de junho, podem começar a receber uma conta 20% mais cara. Na CEEE, o tarifaço a partir de 25 de outubro poderá chegar a 18%, quase três vezes acima da inflação esperada para 2014.


Frederico Antunes: HGuU - URUGUAIANA



Na tarde de hoje (22/04), durante homenagem da Assembleia legislativa ao Exército Brasileiro, o deputado Frederico Antunes (PP), questionou o Comandante Militar do Sul, General-de-Exército Carlos Bolivar Goellner, sobre o andamento dos trabalhos visando a reabertura do Hospital de Guarnição de Uruguaiana.


Ao lado da deputada Elisabete Felice (PSDB), Frederico lembrou ao Bolivar, que no final de 2013 já havia encaminhada tal reivindicação ao Ministério da Defesa. "Nós já encaminhamos o assunto na capital Federal e tivemos receptividade quando da solicitação para a reabertura do HGuU. A retomada do hospital é fundamental para o setor da saúde, em Uruguaiana", destacou.

Comandante Militar do Sul, General-de-Exército Carlos Bolivar Goellner afirmou que nos próximos dias irá repassar aos parlamentares um relato atualizado de como está o andamento da demanda junto ao Ministério da Defesa para a reabertura do HGuU de Uruguaiana.



Antunes finalizou, lembrando que a luta pela abertura do HGuU começou ainda em 2010 quando liderou uma comitiva formada pelos vereadores da época, Ronnie Mello, Rafael Alves, Neraí Kauffmann, José Clemente, Mauro Brum e Josefina Soares.





Frederico critica apoio do BNDES a novo porto no Uruguai.


Se assinado o financiamento, porto de Rio Grande pode sofrer enormes prejuízos


O líder da bancada do PP na Assembleia Legislativa, deputado Frederico Antunes criticou na tarde de hoje (22/04), durante pronunciamento da Tribuna da Assembleia Legislativa, a construção de um superporto no Uruguai que pode levar para o país vizinho grande parte da produção escoada atualmente hoje e acarretar prejuízos para o porto de Rio Grande. Frederico lembrou que o terminal em Rocha, Uruguai, está prestes a ser financiado com dinheiro dos brasileiros através do BNDES.


Antunes destacou que a grande mídia anunciou hoje que a cada dia que passa crescem os rumores do apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) à instalação de um porto na localidade. O apoio do banco poderia chegar a US$ 1 bilhão. O progressista lembrou que em entrevista ao jornal uruguaio República, em janeiro, o presidente uruguaio, José Mujica, afirmou que o Brasil financiaria 80% do porto, que deve começar a ser construído em 2015.

Frederico disse ainda que caso seja concretizada essa operação, os portos do Sul e Sudeste, em especial o porto de Rio Grande, irá perder relevância. "Rio Grande tem condições de se tornar esse superporto. Em vez de investir no Uruguai, o governo Dilma e o BNDES deveria direcionar os recursos para melhorar a infraestrutura no nosso porto de Rio Grande. Não faz sentido ajudar a criação de um porto concorrente tão próximo do nosso porto gaúcho", finalizou.


Diário da Fronteira de feriadão.


Correio do Povo - CPI da CEEE


quarta-feira, 16 de abril de 2014

Frederico: Deputado Cassiá reapresenta pedido de Comissão Especial da Fronteira


O deputado Cassiá Carpes (SDD), reapresentou nesta semana no Departamento Legislativo do Parlamento Gaúcho, pedido de criação de uma Comissão Especial para tratar dos déficits de infraestrutura e de investimento na região da fronteira. Essa solicitação havia sido encaminhada pelo líder do PP, deputado Frederico Antunes, mas foi rejeitada em Plenário sob alegação de que o deputado progressista já havia presidido nesta legislatura uma Comissão Especial que tratava do pagamento dos Precatórios no RS,

A Comissão Especial, agora protocolada pelo deputado Cassiá, deverá ir a votação no início do mês de maio visto que já seguiu todos os tramites burocráticos exigidos pelo regimentos da Casa para a sua criação.

De acordo com Frederico Antunes, a Comissão após aprovada, será presidida pelo deputado Cassiá, mas terá como temas central dos debates os apresentados anteriormente por ela. "Juntamente com o colega Cassiá e dos demais deputados que tem interesse na fronteira, iremos debater pautas e temas relativos a duplicação da BR 290, término da RS 566, regulamentação da Lei dos Free Shop, construção da nova ponte na BR 472 sobre o Rio Ibicuí, entre Uruguaiana e Itaqui, RS 630, retomada dos voos comerciais em aeroportos estratégicos do Estado, como os de Uruguaiana, Livramento/Rivera e Bagé, além da manutenção do funcionamento da Termo AES Uruguaiana", finalizou o progressista.

Frederico garante que independente de eleição o reajuste salarial aprovado tem de ser pago


Na tarde desta terça-feira (15), o deputado Frederico Antunes falou sobre os questionamentos que vem recebendo sobre o cumprimento dos aumentos previstos para o próximo governo. O líder da bancada do PP garantiu que os parlamentares progressistas vão honrar os votos favoráveis a todos os reajustes. “Nós não apenas nos manifestamos favoravelmente como afirmando que queremos estar aqui para pôr em prática o que foi decidido”, esclarece.

Na tribuna, Frederico Antunes questionou quem realmente assina leis e não as cumpre. “O piso do magistério é a prova de que é o atual governo que não cumpre o que propõe”, ressalta o parlamentar.

Frederico Antunes quer antecipar oitiva da CEEE na CPI da Energia Elétrica


O líder da bancada do Partido Progressista, deputado Frederico Antunes cobrou esta semana durante reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito da Energia Elétrica que a outiva com o presidente da CEEE seja antecipada. “A Copa do Mundo não pode desviar o foco de um depoimento significativo como este. Por isso, sugiro otimizar nossa agenda”, justifica Antunes.

Frederico lembrou que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) deve abrir uma auditoria para fiscalizar o repasse de R$ 1,3 bilhão da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) para os cofres do Estado. A realocação dos recursos foi aprovada no final de 2013, num projeto polêmico, que recebeu uma emenda que impedia o depósito do montante no caixa único do Estado, criando uma conta vinculada à CEEE para manter o valor.
“O governo queria colocar esse dinheiro no caixa único do Estado, mas esse recurso já tem uma finalidade específica: pagar os aposentados da CEEE. Se esse dinheiro cai no caixa único, corre-se o risco de o dinheiro ser aplicado em outros setores e a conta com os inativos da CEEE fica ameaçada de não ser paga. O presidente da CEEE precisa dizer onde está esse dinheiro ?”, avaliou Frederico.

CHURRASCARIA BARRANCO - 45 ANOS - HOMENAGEM ALRS

  

  
  

  
  

ENCRUZILHADA DO SUL - PARTIDO PROGRESSISTA




O deputado Frederico Antunes, recebeu na Assembleia Legislativa a visita e o apoio as ações do mandato do amigo Py e o do suplente de vereador Miranda, na foto acompanhados do Presidente do Diretório Municipal do PP na cidade, Sandro Pereira.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Frederico: Autorizado funcionamento da Termo AES Uruguaiana por no mínimo mais 30 dias

Durante a audiência pública com a presidente da Petrobras, Graça Foster, nesta terça-feira (15), no Senado Federal, onde foi debatida a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, a senadora Ana Amélia (PP-RS) aproveitou para questionar sobre as operações na Usina Termelétrica AES, em Uruguaiana, cujo fornecimento de energia é considerado essencial para vários regiões do Rio Grande do Sul.

As operações na Termo AES estavam suspensas desde o último dia 10, por falta de gás. Porém, conforme informou a presidente Graça Foster, a previsão é de retomar as atividades ainda esta semana. A usina é movida a gás natural liquefeito importado pelo Brasil e transportado através de gasoduto da Argentina. "Volta a operar a partir desta semana por no mínimo mais 30 dias. A partir daí depende de uma decisão do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico", disse Graça Foster.

Ao lado do presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Retomada da AES Uruguaiana, deputado Frederico Antunes (PP), a senadora tem, desde 2012, trabalhado para garantir as operações da usina, com o objetivo de garantir o fornecimento de energia a milhares de consumidores beneficiados com as atividades da termelétrica.